Chocotorta ou Torta Chocolina

Fazia um tempão que eu não sonhava, ou não me lembrava de ter sonhado ao acordar. Mas nas últimas semanas parece que algo aconteceu e eu sonhei um tanto de coisas sem parar, todos os dias, às vezes mais de um sonho num sono só. Deixei até um caderninho do lado da cama, para anotar quando acordava. Só que todos os dias, quando abro um olho, vejo o Gabriel mexendo no celular recostado na cabeceira. Ele sorri para mim, a gente fica de gracinha, um tirando sarro do outro quando acorda - não sei bem porque a gente faz isso - só sei que a gente sempre termina dando um tanto de risadas, se abraça e se beija, e eu logo me esqueço do que sonhei.

Torta Chocolina ou Chocotorta

Alguns dizem que sonhos são como ensaios, que são tentativas de nosso inconsciente de narrar novas histórias da nossa realidade. E a verdade é que eu me sinto muito inspirada desde então, tem muita coisa acontecendo junto, ciclos se fechando, idéias novas brotando e eu sinto algo amadurecendo por dentro também. Tem horas que dá medo, porque toda novidade tem um grau de incerteza, mas se a gente pensar bem, a vida é toda incerta, das certezas só a morte, então o que vale mesmo é viver, mesmo com frio na barriga.


Escurece mais cedo por aqui, e tem partes que o sol não alcança durante o inverno. A cachoeira, por exemplo, tem só um lado que recebe luz direta. Eu gosto de deitar no gramado do lado de casa nessa época, onde o sol bate sempre, porque sinto a terra drenar meu excesso de pensamentos. Ficar perto das águas é bom também para acalmar, mas eu prefiro estar por lá quando chega a primavera, essa época é muito fria. Na última noite de lua cheia, a gente acendeu uma fogueira, ficou uma meia hora lá fora, espiando o céu e a madeira crepitar na brasa. Foi bom.

Já escrevi isso aqui uma vez, mas a sensação que tenho é me curo todos os dias um pouco, ao me conectar com esse lugar. Das neuras que a gente carrega das cidades grandes, dos medos. Meu coração já pertence a esse lugar, minha reverencia e entrega são totais.

Aqui, a natureza é protagonista; a gente é sempre espectador. Eu tento estar atenta ao máximo que posso e acompanhar seus ciclos, sua totalidade. Observar sua força é também entender que nossa passagem pela Terra é efêmera, quase que insignificante. A humanidade pode continuar a destruir este mundo, mas o fim será nosso, não do planeta em si. Ele vai se regenerar, porque tem esse poder.


A receita dessa semana é a Chocotorta, ou Torta Chocolina, uma sobremesa tradicional argentina. Um pavê feito de biscoitos de chocolate, a chocolina. sem recheio e retangular - já encontrou alguma bolacha assim para comprar no Brasil? Me conta de qual marca. Essa vem num pacote roxo e o biscoito ficou famoso lá na Argentina justamente por conta dessa receita. Eu sempre trago alguns pacotes na mala, junto com potes de doce de leite. Tem inúmeras versões da torta, mas a que eu faço é essa aqui. Vai doce de leite, vai café. Coloquei rum também, porque sim, como dizem por aí, não sou obrigada a nada.


Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
IMG_3503.jpg
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta

Chocotorta ou Torta Chocolina

Receita Tradicional Argentina: um pavê feito de biscoitos de chocolate, doce de leite e café.

  • Rendimento: 9-12 porções

  • Tempo de Preparo:

  • Tipo de Prato: sobremesa

Ingredientes

  • 300g de cream cheese
  • 300g de doce de leite argentino "repostero"
  • 245g de biscoito de chocolate "chocolina" - 36 unidades
  • 1 xícara de café forte coado e frio
  • 2 colheres de sopa de rum (opcional)

Modo de Preparo

  1. Bata cream cheese com o doce de leite somente até ficar homogêneo. Dica: utilizei o doce de leite argentino conhecido como "repostero" próprio para preparação de sobremesas, ele é mais firme que o doce de leite tradicional. Se você pretende desenformar como eu fiz, utilize um doce de leite mais firme também.
  2. Divida o creme em 4 partes.
  3. Forre uma travessa retangular com papel filme, caso queira desenfomar como eu fiz.
  4. Misture o rum no café. Molhe os biscoitos e disponha sobre o a travessa formando uma camada de biscoitos. Molhe com mais 1/2 colher de chá cada biscoito.
  5. Disponha a primeira camada de creme sobre os biscoitos e espalhe com cuidado uniformemente.
  6. Coloque mais uma camada de biscoitos molhados sobre o creme. Vá alternando as camadas: são 4 camadas de biscoito e 3 de creme. A quarta parte do creme eu reservei para decorar após desenformar. Caso opte por servir na travessa mesmo, finalize a preparação com a última camada de creme.
  7. Leve à geladeira por umas 5 horas. Eu deixei de um dia para outro.
  8. Desenforme e utilize a última parte do creme para decorar, ou sirva gelado na travessa.
Imprimir & PDF
Torta Chocolina ou Chocotorta
Torta Chocolina ou Chocotorta

As fotos abaixo fiz há mais de um ano, mas acabei não publicando a receita na época.

Torta Chocolina ou Chocotorta
vivaciadoser1387
vivaciadoser1387